Chocolate faz bem para o coração?

0

 

O cacau é uma das maiores fontes de polifenóis, que são conhecidos pela potente atividade antioxidante na prevenção da formação de radicais livres, levando à diminuição de riscos de doenças cardiovasculares.
Uma pesquisa publicada pelo European Journal of Preventive Cardiology sugere que comer chocolate pelo menos uma vez por semana reduz o risco de contrair doenças cardíacas. Pesquisadores examinaram a associação entre o consumo de chocolate e o bloqueio das artérias coronárias.

Durante cerca de nove anos, 14.043 participantes desenvolveram doença arterial coronariana e 4.667 sofreram um ataque cardíaco. Os pesquisadores compararam o consumo de chocolate dos participantes e chegaram à conclusão de que quem consumiu o alimento mais de uma vez por semana teve o risco de doenças arteriais coronarianas reduzido em 8%.

Recomenda-se o chocolate amargo por ser mais rico em cacau, que concentra flavonóide, substância que age como protetor cardiovascular, reduzindo o risco de aterosclerose (acúmulo de gordura no interior dos vasos sanguíneos), funcionando como um filtro que ajuda na redução da formação de placas de gordura e estimula os receptores do fígado na captação do colesterol ruim (LDL), transformando-o em substâncias benéficas para o bom funcionamento do coração, reduzindo o risco de Infarto do Miocárdio e Acidente Vascular Cerebral (estas configuram doenças cardiovasculares que lideram as causas de morte no país com quase 30% de todos os óbitos).

O flavonóide epicatequina do chocolate amargo ajuda a aumentar o bom colesterol (HDL) e a diminuir o colesterol ruim (LDL). O chocolate amargo é rico nas substâncias catequinas e procianidinas, antioxidantes responsáveis por inibir uma enzima que eleva a pressão sanguínea, isso faz com que o alimento ajude a controlar a pressão arterial.

Quanto mais cacau tiver no chocolate, menor a quantidade de açúcar nele e maior a de antioxidantes. Quando falamos dos benefícios do cacau, ele precisa estar disponibilizado em maior quantidade no chocolate. Considerados funcionais, os produtos com 70% e 90% de cacau têm alto teor de antioxidantes e podem proteger contra doenças do coração.

Além das propriedades cardioprotetoras, o chocolate auxilia na produção de serotonina, hormônio que provoca sensação de bem-estar e está associado à regulação do sono, do apetite e do humor. Vale ressaltar que até os chocolates amargos precisam ser consumidos com certa moderação. Os chocolates permanecem saudáveis quando consumidos sem exagero.
Recomendado é consumir até 25 g por dia de chocolate com propriedade acima de 70%.

The following two tabs change content below.
Margarete Henriques

Margarete Henriques

MARGARETE HENRIQUES (CARDIOLOGISTA) - médica com 17 anos de experiência no mercado, formada pela Faculdade de Medicina Souza Marques, possui especialização em Cardiologia pelo Hospital do Coração HCOR em São Paulo e em Geriatria e Gerontologia pela Universidade Estácio de Sá e curso de especialização em Medicina Interna pelo Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro.
26-11-2020 |

Deixe um comentário

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas