A autoestima na quarentena (e fora dela)

A autoestima é como uma flor que precisa de cuidados constantes. Se você priorizar o cuidado de si mesma, vai perceber que tudo fica mais simples e bonito.

Se você não vai sair de casa por causa da quarentena, não significa que tem que ficar de pijama o dia todo, cabelo desarrumado, só de cara lavada…É claro que há dias em que estamos condicionadas a ficar de pijama e não estamos afim de nos arrumar, mas de uma maneira geral, principalmente quem está trabalhando home office, devemos ficar atentas a esses pequenos detalhes.

 Tome um bom banho, se alimente bem (de forma saudável, para manter sua imunidade elevada), faça uma maquiagem, mesmo usando só máscara, tenha o cabelo limpo e brilhoso, use as roupas que tanto ama… Isso pode parecer bobagem, mas vai elevar a sua autoestima.  Independente se for ver alguém ou não, você deve se arrumar para você mesma. 

 Com a autoestima elevada, normalmente, a pessoa costuma ser mais segura e resiliente por acreditar em seu próprio potencial. Contudo, além da parte visual, também há outras práticas que podem ser desenvolvidas para aumentar a sua autoestima. Por exemplo, a meditação, uma prática milenar do budismo que tem como objetivo o autoconhecimento e relaxamento. Você pode reservar uns minutos no seu dia para meditar: sente em um lugar calmo, coloque um fone de ouvido, escute um mantra e apenas foque na sua respiração. Tem alguns aplicativos que oferecem meditações guiadas, como o Insight timer e o Zen. Pratique também exercícios físicos, em casa mesmo, isso ajuda não apenas o corpo, mas a mente também.

Lembre-se: você nasceu para ser feliz e não aceite outra coisa a não ser isso.

 

Compartilhe esse artigo!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!