CIGARRO E OS MALES PARA A CIRCULAÇÃO

0decoracaojaneiro interna cópia 15

 

Dia 29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo. A data chama a atenção para os riscos do tabagismo, já que cigarro prejudica o bom funcionamento de todo o organismo e não seria diferente com o nosso sistema circulatório. Ele contém substâncias que são pró-coagulantes e as artérias e veias podem ficar comprometidas com o tempo.

 O fumante tem o risco real de desenvolver uma trombose. O fumo aumenta a viscosidade do sangue, o que significa que o sangue dos fumantes é mais espesso em relação aos não fumantes e isso acaba favorecendo  o aparecimento de trombos.

Esse fato é ainda mais preocupante em tempos de pandemia, já que a infecção pelo novo Coronavírus  também demonstrou importante associação com alterações no sistema de coagulação sanguínea. Se a pessoa já possui a propensão, esse risco é maior. A trombose, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é um dos problemas cardiovasculares que mais mata no mundo.

A afirmação de que só os idosos têm problemas de trombose, não é verdade. A trombose venosa, que acomete principalmente os membros inferiores, pode aparecer em pessoas jovens, com idades entre 20 e 45 anos, principalmente fumantes.

Para diagnosticar a doença é preciso um exame clinico dos sintomas, exames laboratoriais são importantes para descartar as doenças que cursam o estado de hipercoagulação e a realização de um eco Doppler venoso que é um ultrassom que examina o vaso que está obstruído.

Compartilhe esse artigo!

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!