Como falar bem em público de forma extraordinária:

 

Falar em público para muitas pessoas pode ser um dos maiores e piores desafios, principalmente para as pessoas que acreditam que são tímidas. Muitas pessoas apresentam sérias dificuldades e até medo de falar em público, e os motivos são de várias ordens, tais como: a ansiedade, o nervosismo e a insegurança. Esses sentimentos podem levá-los a ter muitas reações emocionais e até físicas, tais como: taquicardia, sudorese, tremedeira, boca seca e uma sensação desconfortável no estômago. Essas reações podem prejudicar uma apresentação, gerando experiências desagradáveis que são capazes de prejudicar sua autoimagem e autoestima, mesmo que você tenha conhecimentos sobre o que vai falar.

Devido ao desconhecimento sobre o que acontece nessas horas, é muito comum as pessoas associarem esses desconfortos à timidez, à incapacidade e ao despreparo, atribuindo uma responsabilidade pessoal.

Porém, a resposta para isso está, em primeiro lugar, no nosso autoconhecimento, conhecendo os limites e desafios que precisamos superar. O segundo é o treinamento. A nossa formação acadêmica ou empírica não contempla a preparação para a oratória, mas há uma cobrança excessiva no desempenho das pessoas. Essas atitudes geram bloqueios e até dramas que podem ser danosos para o bom desempenho das pessoas e, em alguns casos, podem favorecer o desenvolvimento de síndromes como a do pânico e de ansiedade.

Mas, para que o treinamento seja eficiente, é fundamental alguns cuidados na escolha do método e das referências profissionais para a efetividade desses benefícios; caso contrário, o tiro pode sair pela culatra. E o treinamento mal orientado pode atrapalhar mais do que ajudar.

A oratória é a arte de falar em público, de forma eficiente, clara, objetiva e concisa. O objetivo é passar sua mensagem com naturalidade e espontaneidade. Sabendo controlar suas emoções. Algumas dicas, orientações e truques podem ser valiosos, seja na hora de exercitar ou no momento da apresentação. Confira sete conselhos que podem ajudar a sua oratória:

1) Conheça suas qualidades e dificuldades. Dê ênfase nas suas qualidades, demonstrando confiança, determinação, autoestima e alegria.

2) Tenha consciência de seus gestos, postura, expressões fisionômicas e nas micro expressões. Evite tiques nervosos, trejeitos e gestos inadequados ou sem lógica.

3) Mantenha atenção e cuidado com sua voz, articulando bem as palavras, projetando e transmitindo toda sua emoção no ritmo adequado da fala. Evite cacoetes verbais ou vício de linguagem, tais como: né, tá, tipo assim, etc.

4) Aja com muita naturalidade e espontaneidade. Não crie um personagem. Seja você! Lembre-se: o momento é seu. Dê o seu melhor!

5) Não coloque as mãos nos bolsos e não use muletas. Deixe-as livres, elas sabem o que fazer!

6) Respire com consciência e qualidade. A respiração é fundamental para a produção adequada da fala e para o seu autocontrole.

7) Aposte no storytelling e crie uma narrativa lógica, coerente e criativa para sua apresentação. Prenda a atenção das pessoas e fale como elas, não para elas. Faça perguntas, mantenha um vínculo agradável e de cooperação. Lembre-se: a plateia está ali só para ouvir você!

Compartilhe esse artigo!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!