Estamos ficando mais esquecidos?

maiosaude interna

Recebo em meu consultório diversas queixas referentes aos problemas com a memória. Muitos casos têm relação com a falta de atenção. Qual é a diferença? A falta de atenção ocorre quando a informação não é armazenada, não entra na memória. Já a perda de memória acontece quando a informação é “perdida”, como o esquecimento do nome de parentes, por exemplo.
O estresse e a depressão são fatores que influenciam muitas vezes na falta de atenção. Uma alimentação balanceada e a prática de exercícios são importantes para combater o problema, assim como a qualidade do sono, pois ele é um recuperador de energias e ajuda a energizar os neurônios, promovendo as sinapses.
A saúde do cérebro está intimamente ligada à saúde de todo o corpo. A hipertensão, o colesterol alto, o tabagismo e o álcool são fatores de risco para a perda da memória, pois aceleram o processo de envelhecimento das artérias. Há uma obstrução nas microartérias, ocasionando perda de sangue em regiões do cérebro e causando pequenas isquemias, assim, os neurônios ficam sem nutrientes e morrem.
Por isso, é importante praticar atividade física, que ajuda a diminuir os fatores de risco, promove maior vascularização cerebral e aumenta a ação dos neurotransmissores.
Quem está preocupado com a memória pode se informar melhor em nosso site: www.clinicaneurovida.com.br/. Nossa proposta é que a clínica ofereça várias campanhas em prol da saúde ao longo do ano.

Compartilhe esse artigo!

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!