interna cópia 1
Foto : © Artemida_psy / Depositphotos.com

 

A rosácea é uma doença vascular inflamatória que afeta a pele principalmente a região centro facial. Ocorre aumento da sensibilidade, geralmente a pele fica mais seca, vermelha e se irrita facilmente com ácidos e produtos dermatológicos, no geral. Também aparecem vasos finos (telangiectasias), pápulas e pústulas que lembram a acne, podendo aparecer inchaços e nódulos. Frequentemente, surgem sintomas oculares, como o olho seco e sensível, bem como inflamação nas bordas das pálpebras (blefarite).

Não há cura para a rosácea, mas há tratamento e controle, com muitos avanços recentes. Tudo depende da fase clínica que o paciente está. Todos os agravantes ou desencadeantes devem ser afastados ou controlados, como bebidas alcoólicas, exposição solar, vento, frio e ingestão de alimentos quentes.

Na alimentação preferir:

– Alimentos ricos em ômega 3: Salmão, arenque, sardinha

– Brócolis, pepino, alho, cebola;

– Frutas como: uva, melão e melancia;

– Vegetais frescos;

– Grãos como: aveia, cevada, granola;

– Uso de probióticos (prescrito pelo nutricionista);

– Alimentos fontes em zinco: semente de abóbora, amêndoas, espinafre.

Evitar:

– Bebidas alcoólicas;

– Pimenta;

– Café;

– Qualquer alimento muito condimentado;

– Canela, chocolate;

– Tomate;

– Carnes gordurosas;

– Embutidos como salame, presunto, peito de perú, salsicha, linguiça;

– Queijos gordos

Compartilhe esse artigo!

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!