1interna cópia 1

 

Algumas cidades do Brasil começaram a considerar a volta às aulas presenciais nos próximos meses, levantando questionamentos sobre quais os cuidados que devemos ter neste retorno.

A família já pode se preparar antes mesmo da definição do calendário. Explique sobre a existência do vírus de acordo com entendimento de cada faixa etária, que a principal via de contaminação é através do nariz, boca e olhos, e como no momento não temos vacinas por isso a importância em usar a máscara, evitar tocar no rosto e manter o distanciamento social. É importante ensinar a criança a usar corretamente a máscara, treinar o seu uso em casa, orientar tossir sobre o antebraço. A família também precisa se organizar para evitar que as pessoas do grupo de risco, como os avós, levem ou busquem os filhos na escola.

Já a escola deve oferecer a possibilidade de manter as aulas presenciais e remotas, para as famílias que não queiram enviar os seus filhos neste momento. Protocolos de entrada e saída dos alunos, filas com sentido único, horários alternativos para o lanche para evitar aglomerações. Salas de aulas ventiladas, com menor número de alunos e espaçamento maior entre as carteiras. Atividades ao ar livre devem ser estimuladas, assim como a criança levar o seu próprio lanche e garrafa para evitar o contato direto com o bebedouro. Jogos, reuniões e atividades que envolvam coletividade devem ser temporariamente suspensos. A escola deve higienizar frequentemente os recintos e superfícies, disponibilizar diversos locais para lavagem de mãos e uso do álcool em gel.

Enfim, a escola e as famílias devem se readequar ao novo normal garantindo saúde física e emocional das crianças, adotando medidas de segurança, higiene e bem-estar.

Compartilhe esse artigo!

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!