Turismo cervejeiro no México

Photo via VisualHunt.com
Photo via VisualHunt.com

Oba, estamos de volta! Para darmos boas vindas à nossa primeira coluna de 2017, iremos ao México. Porque acreditamos que pontes são mais importantes e úteis que muros. Então, arriba, muchacho!

A riqueza natural do México, sua diversidade e seus valores estão refletidos em seu povo. Sua gastronomia foi reconhecida como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO. A cozinha mexicana mistura milho, chili, cacau e abacate com outros ingredientes como carne, arroz e trigo. A religião tem papel importante na vida dos mexicanos. Os festejos do Dia dos Mortos são conhecidos por todos e a celebração à Nossa Senhora de Guadalupe, na cidade do México, é muito parecida com a nossa à Nossa Senhora Aparecida. A bebida símbolo do México, a tequila elaborada pela planta agave azul, tem, assim como alguns vinhos, denominação de origem.

Porém, a bebida alcoólica mais consumida no país é a cerveja, principalmente as pilsens. Lá o calor também é forte e a cerveja servida gelada ajuda a refrescar. Alguns mexicanos preferem sua cerveja com limão. Esse costume pode ser explicado: porque a garrafa era transparente, ao ficar exposta ao sol, a cerveja ficava com um gosto meio estranho, e o limão escondia esse gostinho desagradável. O fato é que colocar limão na cerveja pegou!

A “Michelada”, também conhecida como “cerveza preparada”, é muito famosa por lá, feita com cerveja, limão, gelo, sal e molhos apimentadas. É bem simples de fazer e uma forma de surpreender seus convidados com essa receita tipicamente mexicana. Basta 1 lata de cerveja (de preferência mexicana, né) para 2 copos; 2 limões; 6 gotas de molho de pimenta e 8 gotas de molho inglês (por copo). Em um pires, misture sal e pimenta do reino a gosto. Corte os limões ao meio, passe metade de um limão na borda do copo e passe os copos na mistura de sal e pimenta para fazer a bordinha. Esprema os limões, divida nos 2 copos. Coloque em cada copo os molhos de pimenta e o inglês, complete com gelo, e divida a lata de cerveja nos 2 copos. Misture e pode degustar!

Uma das cervejas mais gostosas e também mais consumidas no mundo é mexicana e atende pelo nome de Corona! Lançada em 1925 pela Cervejaria Modelo, localizada na Cidade do México. Em 1940, a marca foi relançada com o nome de Corona Extra, inovando com seu rótulo impresso diretamente no vidro da garrafa. Seu criador, Antonio Fernández, foi muito falado após seu falecimento. A notícia de que havia deixado sua fortuna para 80 moradores do vilarejo espanhol onde nasceu viralizou. Porém, dizem que não foi bem assim, e sua fortuna foi deixada para seus sobrinhos.

Nos últimos anos, microcervejarias se espalharam por várias regiões do país, como Cidade do México, Oaxaca, Guadalajara e Baja Califórnia. A produção de cervejas especiais começa a crescer, mas ainda é muito tímida se comparada à do seu vizinho Estados Unidos. O cenário cervejeiro no país é liderado pelos grupos: FEMSA, responsável pelas marcas Sol, Dos Equis, Bohemia (a deles), Indio, Tecate e Noche Buena; já o Grupo Modelo tem menos marcas, mas maior mercado de exportação: Corona, Corona Light, Negra Modelo, Modelo Especial, Modelo Light e Pacífico. As cervejas mexicanas são um dos principais produtos de exportação do país, hoje o México só perde para a Holanda.

Bom demais retornar. Não posso deixar de agradecer a inspiração para esse artigo. Obrigada, Edisio, pelas dicas, sugestões e por tanto amor. Voltei, gente!

Compartilhe esse artigo!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!