Expedição 21 – Reality show com pessoas com sindrome de down

Como seria o desafio para adultos com síndrome de Down, vivendo 4 dias em uma casa sozinhos, longe dos pais, e cercados por provas e dinâmicas que desafiassem suas condições físicas, sensoriais, intelectuais e emocionais?  Esta é a proposta da Expedição 21- experiência de imersão, numa espécie de reality show, criada pelo Educador Social Alex Duarte, e que chega na sua segunda edição, no Rio de Janeiro, de 25 a 28 de maio.

A nova edição contará com a participação especial da atriz Carla Diaz que, além de interagir com os participantes, deve anunciar, ao fim do reality, o grande vencedor da edição.

Síndrome de down
As aulas são conduzidas pelo Educador Social Alex Duarte, que trabalha desde a iniciação à vida adulta até a tomada de decisão.

O QUE É – O experimento é uma experiência inovadora, fora do ambiente familiar e da rotina dos jovens, onde simula uma sociedade inclusiva, que aposta, autoriza e foca nas potencialidades dos participantes, independentemente de suas condições. Durante quatro dias, eles precisam tomar suas próprias decisões, resolver conflitos, criar estratégias de jogo, ter pensamento crítico, lidar com a convivência e principalmente ser responsável por si e pelo outro.

Um momento único e desafiador para viver a fase adulta com autonomia e responsabilidades.

MENTORES – As aulas da Expedição 21 são conduzidas pelo Educador Social Alex Duarte, que trabalha desde os desafios e responsabilidades da iniciação à vida adulta até a tomada de decisão. Além disso, a Expedição recebe a visita de vários mentores que desenvolvem oficinas e dinâmicas em diversas esferas.

Este ano, estão confirmados o Neuro Cientista Fernando Gomes (que vai trabalhar funções executivas), a especialista em Comportamento Humano Tânia Zambon (autoestima e reconhecimento) e a fundadora da Educação Especial, Lidieri Barros (comunicação alternativa e sistema monetário). Também haverá uma oficina sobre sexualidade com a terapeuta Nancy Pereira e participação especial da atriz Carla Diaz.

SELETIVA- Mais de 500 adultos com síndrome de Down se inscreveram em 2018 para concorrer as 21 vagas. Através da gravação de um vídeo, cada inscrito precisou defender e argumentar o porquê merecia ser escolhido. Em março deste ano, foi realizado no Rio de Janeiro, a seletiva presencial, que contou com uma turma de jurados formado por professores, artistas e influenciadores do movimento inclusivo. Eles tiveram a difícil missão de escolher os participantes, avaliando a singularidade de cada inscrito, não os favorecendo em decorrência de suas habilidades.

Um dos requisitos da seleção foi a demonstração de um desejo verdadeiro por estar na casa e originalidade na gravação do vídeo.  A seleção também obedeceu ao critério da pluralidade das regiões, ou seja, selecionando participantes inscritos de todos as regiões do Brasil.

PRIMEIRA EDIÇÃO- A primeira edição realizada em 2018, teve resultados surpreendentes, como a conquista da moradia independente pelo escritor Vinicius Streda. O experimento será transformado em objeto de pesquisa científica, liderado pelo cientista Dr Fernando Gomes e sua equipe juntamente com a neurocientista Marilene Silva.

O objetivo é comprovar como um ambiente positivo é capaz de melhorar a estima de pessoas com deficiência intelectual e potencializar sua autonomia. O experimento também vai ser transformado em um DOC série, dirigido por Teresa Lampreia e Bia Oliveira. O roteiro é de Lalo Homirch. A primeira edição virou um documentário, premiado em Hollywood e hoje disponível na Amazon.

A falta de oportunidades adequadas às dificuldades encontradas em cada marco do desenvolvimento humano, associada a um ambiente pouco desafiador e de superproteção, podem ocasionar na ausência de autonomia que são essenciais para o desenvolvimento cognitivo de qualquer indivíduo.

Muitas vezes, a pessoa com deficiência intelectual, não consegue identificar o resultado de suas ações durante as experiências diárias devido a uma rotina de proteção e preconceitos. A Expedição 21 é uma experiência que nos mostra a influência do ambiente positivo no desenvolvimento de cada participante e as implicações no comportamento emocional para a construção da autonomia.

“Na contramão dos discursos que insistem em procurar explicações biológicas, catalogar sintomas e comportamento padrão, a Expedição 21 nos proporciona pensar que os limites estão nas situações culturais que nos envolvem e que muitas vezes atribuem a característica da deficiência o caráter da impossibilidade”, conclui Alex Duarte, criador da Expedição 21.

CONFIRA A LISTA DOS SELECIONADOS-

1-       CAIO FREITAS- (SP)

2-       CACAI BAUER (BA)

3-       GABRIEL MACHADO- (PR)

4-       GEORGIA BERGANTIN – (SP)

5-       IVY FARIA (RJ)

6-       JUSSARA BERNARDO (SC)

7-       LAIS SOUZA- (BA)

8-       LARISSA CERATTI (RS)

9-       LUISA CAMARGOS- (MG)

10-     MARCOS NASCIMENTO (MG)

11-     MARIANA AMATO- (SP)

12-     PEDRO AZEVEDO (RJ)

13-     PEDRO RATTES (GO)

14-     RAFAEL SLEIMAN (SP)

15-     RAFAELA DELGADO- (GO)

16-     SILVIO DA SILVA- (BA)

17-     STEPHANIE BRAGANHOLO(PR)

18-     STHEPHANY SANTOS (AM)

19-     TATIANE MORAES (RJ)

20-     VICTOR BENTO (PB)

21-     VITÓRIA MESQUITA- (DF)

 

Compartilhe esse artigo!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!