Como encarar o período de quarentena sem “pirar”

interna cópia 12
Foto: VisualHunt

 

Em primeiro lugar, para o bem de todos e não só de nós mesmos, fique em casa.Se puder, deixe a rua para os heróis da vida real, que estão garantindo os serviços essenciais para a sociedade.

Em segundo lugar, lembre-se que a saúde física depende não só do que você come, mas também dos que você pensa e do que você sente.Acolha sentimentos negativos esperados como medo, tristeza, tédio, irritação, etc. Agradeça-os, pois eles estão aí para nos alertar que vivemos algo nunca antes vivido e que estarmos firmes e fortes. Eles são fundamentais para passarmos bem, e juntos, por esta fase. Se alimente de bons pensamentos, veja e ouça o que pode te faz bem.

Em terceiro lugar, reflita: você que reclamava da sua rotina deve estar desejoso de tê-la de volta. Sabe por quê? Porque a rotina nos dá a sensação de controle sobre o futuro. Já que hoje estamos sem poder realizá-la normalmente,comece já uma nova rotina. Ter hora para acordar, se arrumar para trabalhar ou estudar (nada de ficar de pijama!), a cada duas horas parar para comer algo saudável, fazer atividade física leve, fazer happy hour virtual e ter hora para dormir é importante para seu cérebro entender que a vida está fluindo.

Por fim, aproveite as horas economizadas em não ter que se deslocar para trabalhar ou estudar para ler o livro parado, tocar o instrumento guardado, estudar a língua estrangeira que tanto desejava, ver a série ou filme que alguém te indicou e pôr ordem na sua casa e nas suas coisas. E uma última dica de ouro: enquanto arrume suas coisas, intencione colocar suas ideias também no lugar. Te garanto: é milagroso. Teste e verá!

Compartilhe esse artigo!

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!