Saiba como reduzir as chances do Alzheimer

O crescimento acelerado da população idosa tem aumentado os casos de comprometimento cognitivo progressivo, dentre elas a principal é o Alzheimer. Tal doença impõe um pesado ônus ao paciente e sua família que por muitas vezes elege alguém para ser seu cuidador, gerando um importante impacto socioeconômico e carga emocional.

20220728 125755
Vanessa Gil, médica neurologista, diz que tomar sol é uma excelente dica.

E o que podemos agir a fim de modificar esse cenário? O estilo de vida pode ajudar a prevenir o Alzheimer, é uma maneira de evitar e retardar o processo da doença. Dentre algumas formas podemos citar:

Tomar sol! essa é a primeira dica. É tao vital que até as plantinhas se direcionam para luz solar. Quando não é possível ou o paciente apresenta um déficit recorrente de vitamina D, podemos suplementar. Um estudo publicado em agosto de 2014 na revista Neurology apontou que pessoas com idade avançada que não recebem quantidades suficientes de vitamina D correm mais riscos de apresentar demência.

A estimulação cognitiva constante e diversificada ao longo da vida. Aprender um novo idioma, um instrumental musical, ter o habito da leitura e percorrer outros caminhos ao se direcionar a um local de rotina, são alguns exemplos práticos e fáceis de se adotar. Estimular a cognição vai muito além de fazer apenas palavras cruzadas.

Exercitar-se! 30 minutos de atividade física de três a cinco vezes por semana. A prática de natação, caminhada , subir escadas em vez de ir de elevador, yoga, dança… são muitas as opções que vão trazer o beneficio de uma memoria mais viva, o prazer da atividade e promoção de saúde global.

Ter uma alimentação saudável e balanceada: vegetais, peixes e frutas têm ótimos nutrientes para o cérebro, assim como óleos vegetais ricos em Ômega 3. Nós somos resultados do que comemos, fazemos e respiramos. O controle de diabetes e hipertensão fica mais fácil quando adotamos esses hábitos. Além do que essas doenças aumentam o risco de demência.

Ter um bom sono, aderindo a hábitos de higiene do sono ao invés de simplesmente tomar medicações para dormir. As medicações nunca darão ao paciente a arquitetura do sono saudável com todas as suas fases.

O estilo de vida é para vida toda e deve ser adquirida o quanto antes para ter uma vida longa e plena e com menor chance de desenvolvimento de doenças degenerativas.

* Artigo publicado pela colunist Vanessa Gil, médica neurologista. 

 

Compartilhe esse artigo!

Gostou desse artigo? Comente!

Quer divulgar o seu negócio aqui?
Chame no WhatsApp!