A importância de se pensar e investir na saúde mental de atletas

0

 

No início de minha gestão como segunda Vice-Presidente Geral do Clube de Regatas Vasco da Gama, época que não se falava muito deste assunto, a minha preocupação era a criação de um Departamento Psicossocial, com o objetivo de analisar aspectos que compõem o perfil do atleta e buscar informações sobre ele em diversos contextos. Naquela oportunidade, eu entendia que o atleta não poderia ser visto como um “produto”.

E aí, surge a pandemia, que representa um desafio para o esporte em geral com treinos suspensos e competições canceladas. Muitos atletas têm que enfrentar suas incertezas e vulnerabilidades, o que nos exige reflexão, novos modos de fazer e agilidade nas ações.

 Será que estes atletas estão habituados a pedir ajuda?  Neste sentido, estratégias de enfrentamento devem ser tomadas para dar sequência ao planejamento de trabalho de forma segura para todos.

Através de uma comunicação diária, o Departamento Psicossocial do Clube deve fazer orientações sobre saúde, alimentação, comportamento, reiterar a importância de manter uma rotina de treinos, estudos, prestar orientações quanto aos benefícios assistenciais, promover ações e campanhas que visem dar suporte às famílias de atletas em vulnerabilidade.

Sabemos que este período tem sido difícil para os atletas, no entanto, apesar das mudanças que o isolamento impõe e do cuidado redobrado, o foco deve estar em orientá-los a criarem estratégias que os mantenham saudáveis e preparados física e mentalmente.

O Comitê Olímpico do Brasil, deixou algumas dicas:

1.      Cada pessoa tem um tempo. Respeite!

2.      O que você sente é importante. Vamos acolher?

3.      Fale sobre seus medos e preocupações. Quando a boca cala, o corpo sente!

4.      Conecte-se com as pessoas que são importantes para você. A hora é de ajuda!

A adaptação do corpo e da mente é crucial para que cheguemos no ponto de onde nunca deveríamos ter saído. Por isso, fale, procure ajuda e permita-se ser ajudado!

The following two tabs change content below.
Sonia Andrade

Sonia Andrade

Bacharel em direito pela Universidade Gama Filho, pós-graduada em Marketing pelo IBMEC e registradora pública do 6º Ofício de Registro de Títulos e Documentos do Rio de Janeiro. Em 2006, implementou as certificações ISO 9001 e SA 8000, colocando o cartório como primeiro ente no gênero certificado no mundo. No mesmo ano, criou o Instituto Novo Brasil Pelo Carimbo Solidário - braço social do cartório - que, dentre diversas ações, desenvolve o programa “A Casa é Nossa”, que já beneficiou mais de 10 mil famílias carentes com a concessão gratuita de registros de títulos de posse. O programa já foi apresentado na Reunião dos Conselhos dos Governos da Un-Habitat e na Rio +20. Em 2014, o Instituto foi contemplado com o Título de Utilidade Pública Municipal. Além disso, Sônia Andrade já recebeu diversas distinções pelos projetos realizados. Foi homenageada com as medalhas Chiquinha Gonzaga, 100 Anos de Abelardo Barbosa – Chacrinha, o Comunicador e de reconhecimento no combate ao Crime de Pedofilia pelo Sindicato dos Delegados da Polícia Federal do Estado do Rio de Janeiro. Em janeiro de 2018, se tornou a primeira mulher a integrar o corpo dirigente do Vasco da Gama, tomando posse como vice-presidente do Clube.
21-08-2021 |

Deixe um comentário

Todos os direitos reservados Utilità, Mantido por RT Soluções.
Pular para a barra de ferramentas